Inter x Corinthians: William relembra confusão histórica com D’Alessandro

Inter x Corinthians
Foto: Daniel Jr/Ag Corinthians

Com a velocidade de um hábil ponta esquerda, D’Alessandro cruzou parte da extensão do gramado do Beira-Rio já no segundo tempo do duelo final contra o Corinthians, pela Copa do Brasil, em 2009. Mas o pique do atual capitão colorado, que vivia apenas o seu segundo ano de Inter, não foi para receber um lançamento ou servir de opção para um companheiro. Irado, D’Ale correu vidrado apenas em um foco: pegar o zagueiro William.

Capitão do Corinthians na conquista daquele torneio, William apenas se esquivou das investidas do gringo, que chegou a fechar os punhos mirando o zagueiro alvinegro. Naquele momento, o Inter só empatava em 2×2 e via o título escapar dentro de casa. Com os nervos à flor da pele, D’Ale não se conteve e foi expulso pelo árbitro Ricardo Marques Ribeiro, o que configurou um acerto na estratégia do técnico Mano Menezes, que lembrou os seus atletas sobre o perfil “agitado” do argentino, conforme revelou William ao Torcedores.com.

LEIA MAIS:

Otimista, Douglas mira Libertadores e estipula prazo de retorno

Em “alto nível” no Palmeiras, Fernando Prass explica insucesso no Grêmio

Valdívia frustra planos de Palmeiras e Corinthians: “Eu quero ficar no Inter”

“Eu lembro que antes daquela final, e especialmente daquele jogo no Beira-Rio, já havia uma conversa dentro do nosso grupo sobre como alguns jogadores do Inter se comportavam. O Mano Menezes, que era o nosso técnico, também havia nos alertado e falou na palestra sobre a postura do D’Alessandro, que era um jogador temperamental, que tinha essa característica”, pontuou William, que não entrou em detalhes sobre a motivação da briga.

Tudo começou quando o volante Cristian caiu no gramado antes de ser substituído. Os colorados, que ainda precisavam de mais três gols em menos de 20 minutos, reclamaram de “cera” e a confusão se formou. D’Ale aparece “chamando” para briga William, que chega até a sorrir no início da perseguição do meia argentino. O atual comentarista da SporTV diz que nunca foi procurado por D’Ale após o episódio, mas que se enfrentaram outra vez e não houve “maiores problemas”.

“A gente estava com a vantagem quando aconteceu aquela situação. Todo mundo viu o ocorrido e o D’Alessandro acabou sendo expulso. Ele nunca mais me procurou depois daquilo. Após um tempo, eu fiquei sabendo que ele disse em uma entrevista que ficou arrependido. Não procurou, mas um ano depois jogamos novamente e na hora de cumprimentar os adversários, ele me cumprimentou sem maiores problemas”, acrescentou.

Oito anos depois da polêmica e nervosa final, Inter e Corinthians voltam a se enfrentar pela Copa do Brasil nesta quarta-feira no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre. Pela partida de ida da quarta fase, as duas equipes iniciam a disputa que dará uma vaga às oitavas de final. E D’Alessandro, mais experiente e agora capitão, estará em campo, assim como em 2009.

 



Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Fã de esportes, sobretudo tênis. Colorado por paixão, jornalista por vocação e tenista por opção.