Torneio de Indian Wells ficou mais de 10 anos sem irmãs Williams por caso de racismo

Getty Images

Tirando os quatro torneios Grand Slams – Australian Open, Roland Garros, Wimbledon e US Open -, o circuito mundial de tênis tem em Indian Wells, no mês de março, um dos eventos mais importantes para os jogadores. Para os homens, tem-se a disputa da competição da série Masters 1000, enquanto no feminino acontece o evento da série Premier Mandatory.

LEIA TAMBÉM:
QUE MÁGICA! Bruno Soares faz jogada do torneio em Indian Wells; assista

No caso das mulheres, o torneio de Indian Wells amargou um boicote de mais de 10 anos sem as irmãs Serena e Venus Williams, duas das maiores jogadoras da história do esporte. Em 2001, as duas disputariam as semifinais do torneio californiano, mas Venus, lesionada, acabou desistindo.

Após o episódio, Serena foi vaiada na final contra a belga Kim Clijsters. A caçula das Williams e também o pai, Richard, alegaram ter ouvido insultos raciais vindos da torcida. Depois disso, Serena só retornou ao evento em 2015, enquanto a irmã mais velha voltou na temporada seguinte.

Relembre!

Em entrevista à revista Time, em 2015, Serena revelou o drama após a atitude lamentável da torcida em Indian Wells. “Foi duro, para mim, esquecer as horas que passei chorando no vestiário de Indian Wells depois de vencer em 2001, dirigir de volta para Los Angeles sentido que havia perdido o maior jogo de todos os tempos, não apenas um jogo de tênis, mas uma luta pela igualdade”, recordou a hoje número 1 do ranking da WTA.

Vale lembrar que foi em Indian Wells que Serena conquistou, junto com a irmã, sua primeira vitória na carreira profissional, em 1997. Dois anos depois, a caçula das Williams derrotaria a alemã Steffi Graf na decisão, no que ela própria considera sua “primeira grande vitória na carreira”.

Em 2017, Serena não jogou a chave de Indian Wells e, por isso, irá perder a liderança da lista da WTA novamente para a alemã Angelique Kerber. Já Venus foi longe – chegou às semifinais, onde perdeu para a russa Elena Vesnina, que decidirá Indian Wells, neste domingo, contra a conterrânea Svetlana Kuznetsova.



Esportista de hobby, mas jornalista de profissão. Trabalhou como repórter do O Estado de S. Paulo, Revista TÊNIS. Tênis Virtual e CurtaTÊNIS em coberturas nacionais e internacionais de grandes eventos.