Conheça a torcida que faz o Osasco ser imbatível em casa na Superliga

Foto: Reprodução Facebook Oficial Loucos de Osasco

“Nós somos Osasco, campeão mundial, nada mais me interessa, nós fazemos a festa”. Quem visitar o ginásio José Liberatti, nas partidas do Vôlei Nestlé, certamente irá ouvir o principal canto da torcida organizada Loucos de Osasco. Apaixonados pela equipe paulista, eles empurraram o time na campanha invicta do time dentro de casa e prometem uma festa na fase final da Superliga Feminina.

Criada em 1998, logo após a instalação da equipe na cidade, ainda com o antigo patrocinador, a torcida pode ser considerada a primeira organizada dentro de vôlei nacional. O grupo é formado por cerca de 300 torcedores, onde à única regra para fazer parte é chegar e torcer.

LEIA MAIS:
VEJA QUAIS SÃO OS JOGOS DAS QUARTAS DE FINAL DA SUPERLIGA MASCULINA
ESTÃO DEFINIDOS OS JOGOS DAS QUARTAS DE FINAL DA SUPERLIGA FEMININA

E a paixão dos componentes do grupo tem dado resultado na média de público da competição. Na atual temporada, o ginásio recebeu o público de 19.500 pessoas durante as partidas do turno e returno, média de 1.774 torcedores, de acordo com os dados da Confederação Brasileira. Esse é o segundo ano consecutivo que o Vôlei Nestlé leva maior público para as suas partidas.

A atuação da torcida é dividia em duas partes, a administrativa comandada Inajara Martinho, um dos fundadores da organização e Moema Souza. Nas arquibancadas, um grupo formado por cinco integrantes, incluindo Felipe Oliveira, fazem a preparação antes de jogos com instrumentos musicais, chuva de papel picado, bandeiras, cartazes entre outros adereços.

A ajuda vinda das arquibancadas ajuda até no relacionamento com a diretoria do Vôlei Nestlé. Ao longo das últimas temporadas, a patrocinadora reconhece a importância dos Loucos de Osasco nos resultados positivos da equipe. E a relação entre clube e organizada melhorou consideravelmente. “Através das redes sociais e até em entrevistas a direção gosta de ressaltar a importância da torcida, seja em algum post no facebook, ou até mesmo em convocações para as partidas”, revelou Felipe.

Essa relação entre organizada e clube ajuda o Vôlei Nestlé nas partidas fora de casa. Os integrantes da torcia entram com contato com a equipe de organização da patrocinadora para a verificar a disponibilidade de ingressos e ônibus para as partidas fora do José Liberatti. O mesmo se repete com as jogadoras e comissão técnica da equipe, que sabem do apoio da arquibancada nos jogos decisivos.

Sobre a atuação da equipe na Superliga, Felipe fala sobre a principal função da torcida. “Nosso trabalho nos jogos é empurrar o time para a vitória, mesmo com o placar em desvantagem, esse é o papel da torcida organizada é incentivar sempre, até nas derrotas”.

Foto: Reprodução Facebook Oficial Loucos de Osasco