Grêmio corre contra o tempo para ajustar time antes da Libertadores

Grêmio
Lucas Uebel/Flickr oficial do Grêmio/Divulgação

Desde que perdeu Douglas após lesão no ligamento cruzado do joelho esquerdo, a grande dor de cabeça para Renato Portaluppi é achar o time ideal para suprir a ausência do camisa 10. Diante do Passo Fundo, pelo Campeonato Gaúcho, o comandante gremista experimentou um revezamento da função entre Bolaños e Luan, fato que não deu muito certo. Apesar da vitória, o que se viu foi uma equipe ainda buscando sanar a ausência de seu principal jogador.

Os próximos dias serão cruciais para Renato, já que o Grêmio disputará seis partidas em 19 dias. Esta, será a última jornada para que Bolaños, substituto mais natural de Douglas, possa mostrar que está apto a suprir a ausência do armador. Isso, porque no final desta maratona de jogos, o Imortal vai encarar seu primeiro desafio na Copa Libertadores da América, diante do Zamora, no dia 09/03.

LEIA MAIS:
DOS 12 GRANDES, APENAS CINCO APARECEM ENTRE OS QUE MAIS FIDELIZARAM SÓCIOS EM 2017
SAIBA COMO A IMPRENSA REPERCUTIU A VITÓRIA DO GRÊMIO SOBRE O PASSO FUNDO
NOSTALGIA! RELEMBRE ALGUNS UNIFORMES DO GRÊMIO AO LONGO DA HISTÓRIA

Entre compromissos pelo Campeonato Gaúcho, Primeira Liga e a estreia na Libertadores, o Grêmio vai encarar o arquirrival Internacional, no dia 04/03, partida que antecederá o duelo no torneio continental diante do Zamora.

“Agora vão começar os jogos quarta e domingo. Vamos ter uma sequência grande, temos que entrosar o quanto antes. De repente (o Renato) vai escolher outros jogadores para jogar na função do Douglas”, disse o capitão Maicon em coletiva de imprensa, ciente que o tempo está se esgotando e o time precisa se encontrar para os próximos compromissos.

Em função da disputa da Copa Libertadores, Renato Portaluppi tem se utilizado de seus jogadores reservas na Copa da Primeira Liga, como forma de poupar os titulares e não correr risco de perder mais atletas para o torneio continental.

Além de Douglas, Beto da Silva e Edílson também são baixas, enquanto Pedro Rocha, Luan e Jael realizam tratamento intensivo para se recuperar de traumas sofridos nas últimas partidas.



Foi editor do semanário BolanoBarbante, apaixonado por esportes, entusiasta das corridas de rua e dos jogos de tênis.