Mercado da bola: Flamengo acerta rescisão de contrato com meia argentino

Crédito da foto: Divulgação/Flamengo
Crédito da foto: Divulgação/Flamengo

Fora dos planos do Flamengo desde o meio de 2015, o meio-campista argentino Lucas Mugni não vestirá mais a camisa rubro-negra. O clube chegou a acordo amigável com com o jogador para rescindir o contrato por R$ 1 milhão, segundo o GloboEsporte.com.

Contratado em 2014 com status de promessa, Mugni vestiu a lendária camisa 10 flamenguista, fez menções a Zico, mas decepcionou em sua passagem pelo Mengão. O jogador não atua pelo clube desde maio de 2015, quando foi emprestado ao Newell´s Old Boys. Após deixar retornar do clube argentino em 2016, permaneceu na Gávea treinando em horários diferentes aos do restante do elenco e gerou um custo de R$ 1 milhão sem nem atuar.

A rescisão de contrato renderá um alívio financeiro na folha salarial flamenguista, além da economia de cerca de R$ 950 mil. Com salário que girava em torno de R$ 150 mil, Mugni aceitou antecipar o final de seu vínculo com o clube, que duraria apenas mais 12 meses, por R$ 1 milhão.

“Cheguei a um acordo com o Flamengo. Estamos encerrando contrato com o Flamengo hoje”, resumiu o jogador, ao GloboEsporte.com.

Em três anos de vínculo com o Flamengo, Mugni irritou a direção rubro-negras algumas vezes, principalmente quando recusou uma oferta do Al-Rayyan, do Catar. Neste ano, o jogador foi sondado por equipes como Chapecoense, Bahia e Criciúma, mas as negociações não andaram.

O meia deixa o Flamengo com 51 partidas disputadas e cinco gols marcados.



Baiano, 22 anos, jornalista em formação pela Universidade Jorge Amado (UniJorge). Apaixonado por esportes em geral, de preferência basquete, tênis e futebol, este último com maior fervor. Contato: victorw10@outlook.com