Diretor rebate críticas sobre a base do Atlético-MG: “Aqui se cobra formação”

Base do Atlético-MG
Bruno Cantini/CAM
Qual o principal papel das categorias de base? Ganhar títulos ou revelar bons atletas que possam ser utilizados na equipe principal e, posteriormente, “devolver” todo o investimento feito com uma transação internacional? Apesar da resposta estar na ponta da língua, algumas equipes ainda encontram dificuldades de entender a importância do processo que permeiam as divisões inferiores de um clube. No Atlético-MG, não há dúvidas. O objetivo primordial é aprimorar a formação destes jovens.

O diretor de futebol da base do Galo, André Figueiredo, explica que o resultado de campo é o de menos, e cita o ex-presidente Alexandre Kalil e o atual Daniel Nepomuceno, como os responsáveis pela mudança da mentalidade.

LEIA MAIS:

AGENTE DE TARDELLI REVELA PROCURA DE CLUBES E NÃO DESCARTA TRANSFERÊNCIA
VEJA IMAGENS DO NOVO UNIFORME DO ATLÉTICO-MG PARA A TEMPORADA DE 2017
PVC REVELA CONVERSA COM PRESIDENTE DO ATLÉTICO SOBRE SITUAÇÃO DE PRATTO
SEM DONIZETE E URSO, ATLÉTICO-MG SONDA DUPLA DO PALMEIRAS
OPINIÃO: 3 ERROS QUE O ATLÉTICO-MG NÃO PODERÁ REPETIR EM 2017
ROBINHO REVELA SONHO NA CARREIRA E PROMETE “HONRAR A CAMISA” DO ATLÉTICO-MG

Não se cobra resultado do sub-14, aqui se cobra formação, mas sou contestado por isso, todos acham que gosto de perder. Eu não gosto, ninguém gosta de perder, mas a gente tenta entender o porque perdemos, assim como buscamos entender quando a gente vence, para saber como foi que chegamos a vitória. O Atlético passou a ter a visão de que o resultado de campo tem menos importância que o objetivo final, que é colocar o jogador no time profissional. Tem de agradecer ao Alexandre (Kalil) e ao Daniel (Nepomuceno). O que mais importante para a gente é colocar atleta no profissional“, disse André ao jornal O TEMPO.

Na temporada passada, Jemerson, Giovanni Augusto e Eduardo, oriundos das categorias de base do Atlético, foram negociados e geraram lucro aos cofres da equipe. Além do atacante Bernard, campeão da Libertadores de 2013 e que foi vendido na ocasião para o futebol da Ucrânia. Recentemente, alguns jogadores ganharam destaque e foram promovidos ao time de cima. O lateral-esquerdo Leonan, o volante Yago e o zagueiro Gabriel. Este último, inclusive, terminou o ano como titular e foi bastante elogiado pela sua segurança e boa saída de bola.

Este ano (2016), a base do Atlético arrecadou, com a venda de Jemerson, Giovanni Augusto, Eduardo, um alto valor. Vamos pagar cinco, seis anos de investimento da base nesta venda. O dinheiro da venda do Bernard, para quem gasta R$ 8 milhões por ano, pagou dez, 11 anos de todo o processo de formação dos atletas“, ressalta o dirigente.

A escolha em deixar as conquistas de lado, tem gerado algumas críticas de torcedores que questionam o trabalho feito na base. “Algumas críticas nos fazem crescer, mas outras, principalmente do cidadão comum, que virou repórter, são críticas infundadas e que chateiam um pouco. Depende do resultado que se quer, o resultado que propusemos a fazer, estamos satisfeitos. Nos últimos três anos o Atlético vendeu mais de 40 milhões de euros com jogadores da base. Se dividir isso por três anos é mais do que o Atlético conquista com bilheteria, ou patrocínio master. É um departamento que dá lucro”, reforça.

Se falar, você (Atlético) não ganha uma Copa São Paulo, uma Copa Brasil, realmente a gente não tem ganhado, mas qual resultado que o presidente quer hoje? Quer pagar as contas, quer ter dinheiro para aumentar a estrutura, ou quer ganhar a Copa São Paulo, a taça fica ai“, finaliza André Figueiredo.

GALINHO VENCE NA ESTREIA DA COPINHA

Jogando na cidade de Novo Horizonte, a garotada do Atlético bateu o Novoperário-MS, por 3 a 2, em duelo do grupo 4 do torneio. O triunfo deixa o alvinegro empatado na liderança, com três pontos, ao lado do Novorizontino.

Próximos jogos:

05/01 – quinta-feira – 21h – Atlético x São Raimundo-RR
07/01 – sábado – 11h – Atlético x Novorizontino-SP

VEJA TAMBÉM:

OPINIÃO: NÃO FOI BEM A PROPOSTA QUE O CORINTHIANS RECUSOU POR MARLONE
OFERTA INGLESA VAI ALÉM DO ESPERADO E LUCAS PRATTO PODE DEIXAR O ATLÉTICO-MG
HYURI DIZ QUE GALO FICOU “SEM PADRÃO” COM MARCELO OLIVEIRA E ELOGIA AGUIRRE

Siga o autor no Twitter: Eder Bahúte – @ederbahute