Torcedores.com Vozes da Marca

Defensor dos Falcons usa positividade como proteção para superar drama e brilhar na NFL

Getty Images

Arrumar forças para continuar mesmo quando todos ao seu redor estão morrendo. Assim tem sido a vida do defensor Victor “Vic” Beasley. E, por mais difícil que pareça, ele está firme no propósito de seguir com a vida. Líder de sacks da NFL até o momento, com 15,5, e um dos melhores da liga, o outsider linebacker do Atlanta Falcons tem aterrorizado os quarterbacks adversários. Vacilou? É chão na certa.

Os números deixam claro que o atleta é uma das principais armas de proteção da franquia da Geórgia nos playoffs. São 39 tackles e seis Fumbles forçados, além dos 15,5 sacks, na temporada. Falta uma interceptação, que viria em boa hora se acontecer no próximo fim de semana.

PARTICIPE DO NOSSO GRUPO SOBRE NFL NO WHATSAPP

A equipe se classificou com a segunda melhor campanha da NFC e agora encara o Seattle Seahawks no sábado (14), na briga por uma vaga na final da Conferência.

O número de sacks é disparado o melhor entre os times classificados para os playoffs – o desempenho dele é melhor que o de Von Miller, MVP do Super Bowl 50. E o desafio promete ser ainda mais interessante, já que a linha ofensiva de Seattle tem enfrentado dificuldades para proteger Russell Wilson. É aí que Beasley pode aparecer.

Só que quem olha o atleta “devorando” os rivais nem imagina o caos que tem sido a vida do garoto de 24 anos nos últimos tempos. Em fevereiro de 2014, o irmão de Beasley morreu em um acidente de carro. Já em abril de 2016, o pai faleceu em decorrência do alcoolismo.

Mesmo assim, nada de desespero. Beasley nunca deixou que a vida pessoal não destruísse o desempenho dentro de campo.

“Eu estou bem. Eu sigo ocupando minha mente”, afirmou o defensor quando ainda defendia a faculdade de Clemson.

Outro desafio foi permanecer firme no comportamento. Com histórico de alcoolismo e outras drogas na família, ele nunca comparece a festas noturnas. O empenho fez com que o defensor se tornasse o primeiro da família a ter um diploma universitário.

“Você pensa sobre negatividade e tudo o que aconteceu de ruim no dia. Mas você também pode pensar no lado positivo. Em como você acordou, como você ainda está respirando. Eu enchi minha mente de positividade”, afirmou em entrevista ao Bleacher Report.

A personalidade leve e positivista “contamina” a todos no vestiário dos Falcons e deixa claro que se trata de um atleta diferenciado. Isso reflete até mesmo no gosto musical. Beasley, ao contrário de boa parte da NFL, não é fã de rap. Assim, ele coloca os fones e estoura um country music para se concentrar antes dos jogos.

Na NFL desde 2015, quando foi a oitava escolha do primeiro round do draft, Beasley chegou a ser chamado de “novo Von Miller” (jogador do Denver Broncos e MVP do Super Bowl 50) pelo poder de proteção que tem.

A impressão até o momento tem sido das melhores. Exatamente contra os Broncos, o outside linebacker deu nada menos do que sete tackles. Um dos melhores momentos da carreira veio na última rodada da NFL.

Durante o massacre do Atlanta Falcons sobre o Los Angeles Rams, por 42 a 14, Beasley recuperou um fumble e retornou até a end zone para anotar o primeiro touchdown da carreira. O segredo para que tudo funcione? Positividade e muita originalidade.

Apesar dos 24 anos, o atleta tem demonstrado maturidade necessária para comandar a proteção da defesa dos Falcons nos playoffs.

Gillette líder mundial em lâminas de barbear acaba de trazer ao Brasil o novo Gillette Fusion ProShield com lubrificação antes e depois das lâminas para um barbear incrivelmente confortável e protegido. Na NFL, proteção é tudo, no seu barbear também.