Torcedores.com Vozes da Marca

Relembre os maiores chocolates em Copas do Mundo

Getty Images
Getty Images

A derrota da seleção brasileira por 7 a 1 para a Alemanha, na semifinal da Copa do Mundo de 2014, foi o pior vexame da história do futebol nacional. Mas, por mais incrível que pareça, aconteceram chocolates ainda mais marcantes nas Copas do Mundo.

O Torcedores.com relembra outros chocolates históricos nas Copas do Mundo – que foram bem piores do que o 7 a 1. Confira:

LEIA MAIS:
CONFIRA QUAIS SÃO OS MAIORES CHOCOLATES QUE TIMES PEQUENOS APLICARAM NOS GRANDES
CLÁSSICOS CARIOCAS: VEJA OS CHOCOLATES DOS CONFRONTOS
RELEMBRE TÍTULOS CONQUISTADOS APÓS UM CHOCOLATE

1) Hungria 10 x 1 El Salvador

A Copa do Mundo de 1982 aconteceu na Espanha. E foi nessa edição do Mundial que aconteceu o maior chocolate da história da competição: Hungria 10 x 1 El Salvador. O duelo aconteceu no dia 15 de junho, na primeira partida das duas equipes pelo Grupo 3 do torneio, vencido pela Itália.

2) Iugoslávia 9 x 0 Zaire

Em 1974, o povo alemão viu de perto um verdadeiro chocolate aplicado pela Iugoslávia sobre a seleção de Zaire: 9 a 0. O jogo aconteceu em 18 de junho, em partida válida pela primeira fase.

3) Hungria 9 x 0 Coreia do Sul

Vinte anos anos de Iugoslávia x Zaire, um 9 a 0 foi notícia na Copa do Mundo. A Hungria, que em 1982 seria responsável pela maior goleada da história dos Mundiais, atropelou a Coreia do Sul na estreia do torneio disputado na Suíça em 1954. O timaço de Puskás só seria parado pela Alemanha na decisão.

4) Alemanha 8 x 0 Arábia Saudita

O Mundial de 2002 foi inesquecível para a seleção brasileira. Afinal, foi na competição disputada na Coreia do Sul e no Japão que a equipe comandada por Luiz Felipe Scolari conquistou o pentacampeonato. E, certamente, a Copa foi inesquecível também para a Arábia Saudita, que perdeu por 8 a 0 para a Alemanha logo na estreia.

5) Uruguai 8 x 0 Bolívia

Disputada no Brasil, a Copa do Mundo de 1950 foi o primeiro trauma do país nos Mundiais, já que, em casa, a equipe caiu diante do Uruguai na decisão. Antes disso, contudo, a Celeste fez outra vítima: a Bolívia, que levou “apenas” 8 a 0.

Somos a Gold & Ko. Uma nova marca de delícias, com uma proposta jovem e diferente de como fazer chocolates. Chocolate de verdade, com muito bom humor. Seu time perdeu? Chocolate traz alegria. Seu time deu um chocolate no time de seu amigo? Dê um Gold & Ko pra ele ;)


Jornalista, editor do Torcedores.com. Passagens pelos jornais Metro, O Estado de S. Paulo, Jornal da Tarde, Marca Brasil, Agora São Paulo, Diário de S. Paulo e Diário do Grande ABC.