Premiação da Libertadores masculina e feminina expõe discrepância de valores

Sportivo Limpeño
Crédito da foto: Divulgação/Conmebol

Um dos grandes debates da atualidade é a luta pela igualdade entre homens e mulheres na sociedade. No esporte não é diferente. Elas buscam espaço igualitário perante a eles, algo que ainda demorará algum tempo, se depender das autoridades que controlam a esfera esportiva. Na Libertadores, por exemplo, o tratamento da Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol) entre os gêneros é discrepante na premiação do torneio.

O Sportivo Limpeño (PAR) sagrou-se campeão continental pela primeira vez em sua história nesta terça-feira (20), no Uruguai, ao derrotar por 2 a 1 o Estudiantes de Guaríco (VEN). Como detentor do título, a equipe paraguaia recebeu 30 mil dólares (algo em torno de R$ 100 mil na atual cotação), segundo dados divulgados na transmissão do canal FOX Sports. As venezuelanas, com o vice-campeonato, receberam 20 mil dólares (R$ 67 mil).

VEJA MAIS
2016: O ANO DAS MULHERES NO FUTEBOL BRASILEIRO?

Na competição masculina, o Atlético Nacional (COL) ganhou aproximadamente 3 milhões de dólares (um pouco mais de R$ 10 milhões), por ter vencido na final o Independiente del Valle (EQU) por 1 a 0, após empate em 1 a 1 na partida de ida. Vice neste ano, a agremiação equatoriana embolsou 1,5 milhão de dólares (R$ 5 milhões). Vale lembrar que a Conmebol reajustou os valores após reclamação dos clubes em fevereiro.

Ou seja, o Nacional recebeu 2,97 milhões de dólares a mais que o Limpeño. Para se ter uma ideia, o time feminino paraguaio recebeu menos que as equipes que foram eliminadas na primeira fase da Libertadores masculina, conhecida como pré-Libertadores: 400 mil dólares (R$ 1,34 milhão). Uma diferença muito alta que abrem discussões sobre o machismo no esporte mundial.

Veja abaixo a diferença de premiação entre mulheres e homens na Copa Libertadores de 2016:

LIBERTADORES FEMININA

Campeão: Sportivo Limpeño – US$ 30 mil

Vice: Estudiantes de Guaríco – US$ 20 mil

LIBERTADORES MASCULINA

Campeão: Atlético Nacional – US$ 3 milhões

Vice: Independiente del Valle – US$ 1,5 milhão



Jornalista desde 2012, ex-Diário do Grande ABC e NET Cidade. Atualmente como repórter colaborador no site Torcedores.com e no jornal ABCD Maior.