FÓRMULA 1: OS RECORDES QUEBRADOS EM 2016

Imagem: Reprodução/Twitter Oficial Formula 1

A temporada de 2016 teve espaço para muitos recordes serem quebrados e outras grandes marcas serem atingidas. Confira tudo isso abaixo, conforme dados da temporada disponibilizados pelo site oficial da Formula 1.

 

Max Verstappen:
– piloto mais jovem a vencer na Fórmula 1 (Espanha) com 18 anos, 7 meses e 15 dias. O recorde anterior era de Sebastian Vettel (Monza, 2008) com 21 anos, 2 meses e 11 dias;
– primeiro holandês a vencer na Fórmula 1 (Espanha);
– piloto mais jovem a liderar um GP e a terminar no pódio (Espanha);
– piloto mais jovem a se classificar na primeira fila, com a 2ª posição (Bélgica);
– piloto mais jovem a conseguir a volta mais rápida (Brasil);
– piloto com o maior número de ultrapassagens em uma temporada de Fórmula 1 (78), desde que este dado passou a ser disponibilizado em 1983.

Lewis Hamilton:
– primeiro piloto a conseguir 3 pódios largando da 20ª posição ou atrás;
– único piloto a conseguir vitória em 24 circuitos da Fórmula 1;
– tornou-se o segundo piloto com mais vitórias na categoria (53), ultrapassando Prost (51) e ficando atrás apenas de Schumacher (91);
– tornou-se o terceiro piloto com mais pódios (104), atrás de Prost (106) e Schumacher (155);
– conquistou a 250ª vitória da Grã-Bretanha (a primeira nação a alcançar tal marca);
– tornou-se o único piloto a vencer 10 corridas em uma mesma temporada e não ser campeão (o recorde anterior era de 7 vitórias).

Jenson Button:
– alcançou a marca de 303 GPs disputados. Scumacher (306) e Barrichello (322) são os únicos que o superam.

Nico Rosberg:
– Nico e Keke Rosberg são o segundo caso de pai e filho campeões (1982, 2016). Apenas Graham e Damon Hill haviam conseguido isso (1962, 1968 e 1996), porém, é a primeira vez que as nacionalidades de pai e filho campeões são diferentes.

Mercedes:
– conseguiu 19 vitórias em uma mesma temporada. O recorde anterior era da própria Mercedes de 16 vitórias em 2014 e em 2015;
– conquistou sua 64ª vitória, ultrapassando assim a Red Bull (52) e se tornando a quinta equipe com mais vitórias na categoria. Este número considera as provas vencidas pela equipe alemã na década de 1950.

McLaren:
– alcançou 801 GPs, sendo a Ferrari a única outra equipe a ter ultrapassado a marca de 800 provas disputadas, com 929.

Haas:
– conseguiu a melhor temporada de estreia de uma equipe neste século, com 29 pontos;
– primeira equipe a conseguir marcar pontos em sua primeira corrida desde a Toyota em 2002;
– primeira equipe de base americana a marcar pontos desde 1986.

Williams:
– conseguiu os pit stops mais rápidos em 14 das 21 corridas da temporada (Red Bull e Mercedes conseguiram 3 cada uma);
– fez um pit stop de 1.92s em Baku, se igualando ao recorde não-oficial da Red Bull de todos os tempos.

Ultrapassagens:
– O GP da China teve o recorde de ultrapassagens de todos os tempos em uma única corrida, com 128 manobras. O recorde anterior era do GP do Brasil de 2012 com 112 ultrapassagens;
– o total de ultrapassagens da temporada foi de 866, perdendo apenas para a temporada de 2012 que registrou 870.



Autora do blog sobre automobilismo Racing Journal: https://racingjournal.wordpress.com/