Felipe França encerra Mundial com o 5º lugar na final dos 50m peito

Crédito da foto: Reprodução / Sportv

As últimas provas do Mundial de Piscina Curta, em Windsor, no Canadá, foram disputadas na noite de domingo (11). Felipe França, nadador do Corinthians, participou da final dos 50m nado peito.

Partindo da raia seis, França não conseguiu chegar ao pódio, terminando a modalidade empatado com o italiano Giulio Zorzi, na quinta colocação. Os dois encerraram a prova com 26.13 segundos.  O vencedor foi o sul-africano Cameron Van Der Burgh, com 25.64 segundos. O pódio ainda teve um brasileiro: Felipe Lima foi bronze, com o tempo de 25.98.

LEIA MAIS
FELIPE FRANÇA FICA EM QUARTO NA FINAL DOS 100M PEITO NO MUNDIAL DO CANADÁ
CORINTHIANS MARCA PRESENÇA NO MUNDIAL DE PISCINA CURTA DO CANADÁ 

Logo após a prova, Felipe França deu entrevista ao Sportv, pontuando que a forte preparação para as Olimpíadas do Rio atrapalharam o desempenho no Mundial de Windsor. “Não dá para avaliar nesse momento. É uma prova muito rápida. Não me preparei 100% para essa competição, justamente pelo ano que a gente teve, mas sei que estou na briga pelos melhores [tempos]. Isso daí faz alavancar para [as Olimpíadas de] Tóquio [em 2020]”, explicou.

O nadador do Corinthians promete se recuperar para brigar por bons resultados em 2017. “Primeiro de tudo vou tirar férias. Descansar o corpo e a mente para que eu possa voltar melhor ano que vem”, afirmou.

No Mundial de Windsor, França chegou até a final em outra prova na modalidade nado peito: além dos 50m, também disputou medalha nos 100 metros, quando não subiu ao pódio por apenas um centésimo de segundo. França só ficou de fora da final dos 200m, quando nadou ao lado de Thiago Simon, outro nadador do Timão no campeonato.

Leonardo de Deus também nadou no domingo, ficando em 11º nas eliminatórias dos 200m costas. Thiago Simon e Brandonn Almeida foram os outros dois nadadores do Corinthians no Mundial – que ainda enviou dois técnicos para compor a delegação do Brasil.



Mídias Sociais da AS Roma Brasil, MBA em Gestão Estratégica de Negócios, blogueiro desde 2007 e radialista amador. Escreve sobre futebol italiano, automobilismo e o que aparecer, mas gosta mesmo é de contar boas histórias