Exclusivo: Falcão elege pior momento da carreira

Crédito da foto: Reprodução/Facebook oficial Falcão

Considerado o Rei do Futsal, Falcão leva os holofotes consigo por onde passa. E não é à toa: aos 39 anos de idade, o atleta segue no esporte – e jogando em alto nível.

Durante o amistoso beneficente Amigos do Falcão x Amigos do Wesley Safadão, na última terça-feira (20), no Estádio Municipal Doutor Novelli Júnior, em Itu, o Torcedores.com teve a oportunidade de conversar com o ídolo do futebol de salão sobre sua carreira.

LEIA MAIS
REPETIU 2015! WESLEY SAFADÃO FAZ GOLAÇO DE COBERTURA EM AMISTOSO BENEFICENTE; ASSISTA
AMISTOSO BENEFICENTE REÚNE AMIGOS DO FALCÃO X AMIGOS DO SAFADÃO
ASSISTA: APÓS DRAMA PESSOAL, GUITTA É ABRAÇADO POR FALCÃO DURANTE JOGO

Questionado sobre qual havia sido o pior momento de sua trajetória – se aposentar na Copa do Mundo de Futsal em 2016, quando o Brasil perdeu para o Irã, ou quando sofreu paralisia facial, Falcão foi claro sobre isso. “Me aposentar é um processo natural, acho que a paralisia foi pior, tive que passar por várias etapas para conseguir meu objetivo”, declarou ele.

No Campeonato Mundial de Futsal de 2012, na Tailândia, o jogador sofreu uma paralisia facial que o impedia de enxergar direito. No total, o craque disputou apenas 37 minutos do torneio, mas foi vital para a seleção brasileira sagrar-se campeã naquele ano, já que fez gols decisivos nas oitavas de final, quartas e final do campeonato.



Jornalista por formação, atualmente cursando pós-graduação em Jornalismo Esportivo e Multimídias. Amante dos esportes e apaixonada por futebol inglês. Foi assessora de imprensa por três anos.