Brasil pode ter nova confederação de basquete, diz blog

Divulgação/CBB

Atualizada às 14h54, 27/12/2016

Uma medida drástica da FIBA (Federação Internacional de Basquete), pode abalar, ainda mais, os rumos do esporte no Brasil. A federação internacional quer refundar a Confederação Brasileira de Basquete (CBB). As informações são do blog do jornalista Daniel Brito do UOL .

A ideia da FIBA é criar uma confederação sem dividas, com base em relatórios feitos pelo espanhol José Luiz Saez, interventor da federação na CBB desde novembro de 2016. A intervenção foi necessária depois de constatada uma desordem financeira e administrativa por parte da federação internacional. A CBB é afiliada à FiBA desde 1935, dois após sua fundação no Rio de Janeiro, ainda com o nome de Federação Brasileira de Basketball e é uma das mais antigas entidades esportivas do país.

LEIA MAISVEJA OS MELHORES PRODUTOS PARA PRATICAR TIRO ESPORTIVO

A CBB, em 2015, apresentou um déficit de R$ 17 milhões, isso logo após o “buum” de investimentos do governo federal e do Bradesco (patrocinador master da confederação), até os jogos olímpicos do Rio de Janeiro. O investimento foi de R$ 8, 7 milhões.

*Parece que a idéia de refundação da CBB, proposta pela FIBA não agradou nem situação e nem oposição dentro da confederação.

“O espanhol não pode vir aqui e generalizar. Não pode vir aqui como uma pessoa de fora e dizer que todos os presidentes são iguais ao Carlos Nunes. É isso que ele está querendo dizer, o que é uma inverdade. Nós vamos mostrar para ele que temos competência e não somos assim”, disse Amarildo Rosa, presidente da Federação Paranaense de Basquete (FPB) e líder do grupo opositor ao atual presidente da entidade, Carlos Nunes ao UOL Esporte.