Logo após título, Andressinha retorna ao estádio onde foi revelada

Andressinha atendeu torcedores após entrevista. Nikolas Pires/ECPelotas
Andressinha atendeu torcedores após entrevista. Nikolas Pires/ECPelotas

O Departamento de Futebol Feminino do Esporte Clube Pelotas completou 20 anos em 2016 e para encerrar as atividades da temporada, Andressinha, atleta revelada no clube pelotense voltou ao Estádio da Boca do Lobo menos de 24 horas após conquistar título pela Seleção Brasileira em Manaus.

Andressinha jogadora natural de Roque Gonzales/RS participou de uma tarde de homenagens no estádio onde foi projetada para o futebol, logo após estar salão de honras do clube, ela junto do treinador Marcos Planella e do dirigente do Pelotas Moacir Elias, participou de uma entrevista coletiva especial, além da imprensa, torcedores e jogadoras tanto da equipe adulta quanto das categorias de base puderam fazer questionamentos para a atleta.

LEIA MAIS

EMILY LIMA MUDA O ESTILO DA SELEÇÃO

NÚMERO DE ATLETAS DE FUTEBOL FEMININO NA EUROPA DOBROU EM QUATRO ANOS

Questionada sobre a metodologia de Emily Lima na Seleção, Andressinha disse: “Vadão e Emily possuem estilos diferentes. A Emily dá importância muito a detalhes, à bola parada, valoriza o toque de bola. Achei legal ela comentar conosco de não esquecermos o que o Vadão nos passou, que ela veio para somar.”

Sobre a ausência de Marta no Torneio Internacional de Manaus, a atleta declarou sua admiração pela jogadora, mas reconheceu que a renovação faz-se necessária: Somos uma nova geração e a gente precisa entender que não teremos elas para sempre. É uma honra, um privilégio ainda ter atuado com a Formiga. Com a Marta. Era um sonho, porque eu assistia a elas na televisão. Acho que aproveitei bastante esse tempo com a Formiga., relatou a jogadora que na mesma fala comentou sobre a aposentadoria da volante Formiga.

Hoje atuando nos Estados Unidos pelo Houston Dash, Andressinha comentou sobre a cultura do Futebol Feminino nos Estados Unidos: “O futebol lá é voltado às mulheres. É uma filosofia que eu sempre gostei muito. Aprimorei a parte física, a parte mental, os treinamentos sempre vêm com coisas novas. As disputas e a competitividade dos jogos são muito grandes.” contou a atleta que hoje atua com a atacante Lloyd, atual melhor jogadora do mundo pela FIFA.

Após a entrevista, a jogadora recebeu das mãos da diretoria do clube o título de sócia da equipe, também participou de uma sessão de autógrafos e fotos na loja oficial do Pelotas e ainda na segunda-feira participou de entrevista em uma rádio local. Nesta terça (20), Andressinha recebeu homenagem na Câmara Municipal de Vereadores e cedeu entrevistas.

Em 20 anos do projeto de Futebol Feminino do Pelotas, 20 jogadoras que atuaram pelo clube tiveram passagem pela seleção brasileira. Neste ano, a equipe foi campeã estadual sub-17 e terceira colocada no estadual adulto. Em janeiro, o time disputa a final do Gauchão sub-15.