Em Portugal, John John Florence é o grande campeão mundial de 2016

Praia
Crédito da foto: WSL / Damien Poullenot.

John John Florence é o grande campeão do Circuito Mundial de Surfe de 2016. O havaiano de 24 anos venceu o californiano Conner Coffin na final do 2016 MEO Rip Curl Pro Portugal e comemora o título com uma etapa de antecedência. Natural de Honolulu, John é o primeiro atleta do Havaí a vencer o Circuito desde Andy Irons, lenda vencedora dos anos de 2002, 2003 e 2004.

Leia mais:
Após um 2015 difícil na vida pessoal, Tyler Wright é campeã mundial de 2016

Esta terça-feira (25) começou com o duelo entre John John e Kolohe Andino, Florence mostrou confiança e venceu por 13.84 (6.17 + 7.67) a 8.47 (4.00 + 4.47). Com o resultado, John chegou a final e já eliminava as chances de título de Gabriel Medina. Para melhorar sua situação, em bateria eletrizante, Conner Coffin somou 15.00 (6.00 + 9.00) para bater Jordy Smith, que ainda tinha esperanças matemáticas. Com a derrota do sul-africano, John John comemorou o feito ainda nas areias portuguesas.

– Estou muito feliz, trabalhei minha vida inteira para isso. Cresci vendo e aprendendo com grandes caras como Kelly Slater, Andy Irons… é meu sonho desde pequeno. Sei que minha mãe está em casa assistindo, gostaria que ela estivesse aqui. Agradeço o apoio dela, dos meus amigos, familiares e, principalmente, toda minha equipe que viaja comigo. Eu nem acredito, este é o melhor ano da minha vida. Agora é só continuar surfando e me divertindo. Não é por causa deste título que me considero o melhor surfista do mundo. Não me considero o melhor, acredito que cada um surfa de um jeito diferente, só quero me divertir – disse o campeão.

John John ainda se manteve focado para, na final do evento, vencer Conner Coffin por 16.67 (7.17 + 9.50) a 9.93 (1.33 + 8.60) e fechar o MEO Rip Curl Pro Portugal com chave de ouro.

Festa havaiana: John John quebra sequência brasileira de títulos de 2014 (Gabriel Medina) e 2015 (Adriano de Souza). Crédito da foto: WSL / Kelly Cestari.
Festa havaiana: John John quebra sequência brasileira de títulos de 2014 (Gabriel Medina) e 2015 (Adriano de Souza). Crédito da foto: WSL / Kelly Cestari.

2016

O ano de John John foi intenso. Mesmo com três 13º lugares (Bells Beach-AUS, Margaret River-AUS e Trestles-USA), o grande campeão mundial de 2016 acumula dois 1º lugares (Rio de Janeiro-BRA e Peniche-POR), dois 2º (J-Bay-ZAF e Teahupoo-PYF), um 3º (Nouvelle-Aquitane-FRA) e dois 5º (Gold Coast-AUS e Namotu-FIJ), vencendo 35 bateria nesta temporada.

O surfista começou o ano fazendo história ao vencer o temido Quiksilver in Memory of Eddie Aikau, torneio disputado no Waimea, Havaí, com ondas acima dos 60 pés (18 metros). Apenas John John e Kelly Slater venceram o evento no mesmo ano em que também surfaram na elite mundial.

Após começar a perna australiana com duas eliminações para o brasileiro Caio Ibelli, Florence deu o troco e sagrou-se vencedor do Oi Rio Pro. Já em julho, em J-Bay, fez uma final memorável contra Mick Fanning, que voltava ao local onde foi atacado por um tubarão branco em 2015. No mês seguinte, venceu uma semifinal espetacular de Gabriel Medina e fez uma histórica final diante de Kelly Slater em Teahupoo, Taiti. Agora vence em Portugal e mira a Tríplice Coroa Havaiana e o Pipe Masters, disputados em sua terra natal, em dezembro.

Montagem com a trajetória de John John Florence neste ano de 2016. Crédito: WSL.

Na bronca

Apesar do incontestável show de surfe e de humildade de John John nas areias portuguesas, a temporada de 2016 ficou marcada por críticas a organizadora do evento WSL (World Surf League). As reclamações vieram de vários atletas, incluindo Gabriel Medina, principalmente em relação a decisões polêmicas de juízes durante todo o ano. Porém, não foram só os brasileiros que reclamaram.

Além de Medina, o australiano Julian Wilson foi outro que usou suas redes sociais para desabafar este ano. Crédito da foto: reprodução/ Instagram.

A 11ª e última etapa do ano será realizada na mística Banzai Pipeline, em Oahu, Havaí. A janela do evento será entre os dias 8 e 20 de dezembro.

Confira o ranking atualizado do World Championship Tour:

1 John John Florence (HAW) 56.400
2 Gabriel Medina (BRA) 45.450
3 Jordy Smith (ZAF) 41.700
4 Matt Wilkinson (AUS) 38.250
5 Kolohe Andino (USA) 38.150
6 Julian Wilson (AUS) 35.600
7 Adriano de Souza (BRA) 34.100
8 Joel Parkinson (AUS) 32.200
9 Filipe Toledo (BRA) 31.900
9 Kelly Slater (USA) 31.900
11 Sebastian Zietz (HAW) 30.700
12 Adrian Buchan (AUS) 29.700
13 Michel Bourez (PYF) 29.200
14 Italo Ferreira (BRA) 27.500
15 Caio Ibelli (BRA) 26.950
16 Josh Kerr (AUS) 25.950
17 Mick Fanning (AUS) 25.200
18 Stuart Kennedy (AUS) 24.700
19 Conner Coffin (USA) 23.950
20 Wiggolly Dantas (BRA) 22.400
21 Miguel Pupo (BRA) 21.400
22 Nat Young (USA) 18.900