Corinthians 2 x 1 Cruzeiro: veja as notas dos jogadores do Timão

Foto: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

O Corinthians largou em vantagem nas quartas de final da Copa do Brasil ao derrotar o Cruzeiro (2 a 1) na noite desta quarta-feira, na Arena Corinthians. Os gols alvinegros foram marcados no segundo tempo, por Léo (contra) e Romero. Robinho descontou para o rival nos minutos finais.

LEIA MAIS:
Romero iguala Guerrero como artilheiro da Arena Corinthians 

Com o resultado, o Timão joga por qualquer empate no jogo de volta, no dia 19 de outubro, no Mineirão, para avançar à semifinal da competição.

Veja as notas dos jogadores do Timão:

Walter: 6,5 – Fez defesa espetacular em cabeçada à queima roupa de Manoel. Sem culpa no gol de Robinho.

Fagner: 5,5 – Bem atrás, mas tímido no apoio.

Yago: 6,0 – atuação segura. Bem nas antecipações e nos desarmes.

Balbuena: 4,0 – Estragou a atuação ao cortar mal a bola na jogada que deu origem ao gol de Robinho.

Guilherme Arana: 6,0 – Boas subidas no ataque sem se descuidar da parte defensiva.

Camacho: 6,0 – Impressionante. Dificilmente erra passe. Boa partida contra a Raposa. Deu a cadência necessária ao meio-campo e fez bons desarmes. Evolui a cada jogo.

Marquinhos Gabriel: 6,0 – Participou do lance do primeiro gol. Cruzou com força, e Léo jogou contra o próprio patrimônio.

Giovanni Augusto: 5,5 – O meia se esforçou, mas não teve eficiência na criação de jogadas.

Rodriguinho: 6,5 – Bastante participativo na transição com ataque e bem na recomposição. Perdeu duas boas chances para marcar no primeiro tempo. Participou indiretamente do primeiro gol ao bater com força para defesa de Rafael. No rebote, Marquinhos Gabriel cruzou e Léo desviou contra o próprio patrimônio. Foi sacado no final do jogo.

Willians: Sem nota – Entrou no final.

Marlone: 6,0 – Apagado no primeiro tempo. Acordou na etapa final, sendo boa opção pelo lado esquerdo do campo. Deu assistência para o segundo gol.

(Rildo) – sem nota – Entrou nos minutos finais.

Romero: 7,0 – O melhor em campo. Muita dedicação. Quebrou o jejum de quase três meses sem balançar as redes. Dividiu com Léo no lance do primeiro gol.

(Lucca) – sem nota – Entrou nos minutos finais.

Avaliação do técnico:

Fábio Carille – 4,5 – Voltou a escalar bem o time mantendo o esquema 4-1-4-1, porém, foi muito mal ao sacar o meia Rodriguinho para a entrada do volante Willians. Não deu para entender a saída de Romero para a entrada de Lucca.



Rafael Alaby é jornalista diplomado pela FIAM (Faculdades Integradas Alcântara Machado), com passagens pela Chefia de Reportagem de Esportes, da TV Bandeirantes, em São Paulo e site KiGOL. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte (FMU)