Opinião: O calendário do futebol brasileiro em 2017 pode ser caótico

Reprodução

Parece que a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), clubes e jogadores às vezes não sabem exatamente o que querem. Uma prova disso é o calendário de 2017, que pode incluir mais uma competição e tornar o futebol brasileiro ainda mais caótico.

Após a disputa da Primeira Liga em caráter amistoso neste ano, a entidade máxima do futebol de brasileiro estuda profissionalizar a competição. Além disso, segundo o Globoesporte.com, cartolas analisam a possibilidade da inclusão de uma nova Taça dos Campeões parecida com aquela existente nos anos 2000.

Um problema que barra a aprovação do campeonato, é justamente a falta de datas em meio ao calendário brasileiro, e a adaptação ao calendário europeu já foi descartada pelos dirigentes.

Essa nova competição seria disputada pelo vencedor do Campeonato Paulista, Copa Verde, Primeira Liga e a Copa do Nordeste. O vencedor da Taça dos Campeões herdaria a quarta vaga do Brasileirão e entraria na fase preliminar da Taça Libertadores de América.

Vale lembrar, que o excesso de calendário é atualmente muito criticado por clubes e jogadores, que alegam o cansaço com a maratona de jogos. Em contrapartida, se um clube fica uma semana sem jogos, os mesmos alegam falta de ritmo de jogo para uma exibição às vezes nem tanto satisfatória.

O fato é que se todos não trabalharem a favor do Futebol, o calendário continuará caótico e muitas partidas com baixo nível de atuação.