Opinião: A “faca de dois gumes” chamada Robinho

Robinho
Ricardo Saibun/Santos FC

Mais uma vez a noticia que corre forte nos bastidores do Santos Futebol Clube é a possível volta de Robinho. A diretoria vê o acerto como prioridade para 2016, mas admite não fazer loucuras, embora busque um patrocinador para viabilizar o acordo. No meio da torcida santista, existem opiniões divergentes sobre o retorno do “Rei das Pedaladas”.

LEIA MAIS:
Opinião: 2015, o primeiro ano do Santos de Modesto Roma

Diante desta questão, coloquei alguns pontos que achei interessantes tanto a favor, como contra a volta do ex-camisa 7, o que me fazem chamá-lo de “faca de dois Gumes”:

Os pontos bons para o retorno do eterno Menino da Vila são:

1 – Ídolo da Torcida: Robinho é idolatrado pela torcida do Santos desde o Campeonato Brasileiro de 2002. Oito pedaladas que ficarão na memória do torcedor eternamente. Uma possível volta enche de orgulho o santista, que poderá ver um de seus grandes ídolos com a camisa alvinegra mais uma vez. Carisma e identificação com o clube pesam a favor de Robinho.

2 – Títulos: Todas as passagens de Robinho pelo Santos foram marcadas por conquistas. Campeonato Brasileiro de 2002/2004, Campeonato Paulista 2010, Copa do Brasil 2010 e Campeonato Paulista 2015 foram os canecos que o atleta ergueu com o manto alvinegro. Mais um ponto positivo para a volta do craque.

3 – Liderança: Ao lado de Ricardo Oliveira, Renato e David Braz, Robinho exerceu um papel fundamental na conquista do Paulistão 2015. Ter um atleta como ele no elenco pode ser de extrema importância, visto que o Santos precisará se concentrar nas competições deste ano, após a fatídica perda da Copa do Brasil, ano passado. Maior meta é a volta para a Libertadores.

Mas, se alguns pontos são bons para a volta do eterno Rei das Pedaladas, alguns nem tanto, que tenho que colocar aqui:

1 – Salário: Embora alguns achem que por Robinho vale a pena pagar bastante, outros já não acreditam que seja viável oferecer um salário astronômico para um jogador com mais de 30 anos de idade. Não podemos esquecer que, no Santos, Robinho sempre jogou bem, e chegou a Seleção sempre com a camisa peixeira. Porém, fica a dúvida se o craque irá render o que rendeu em outras temporadas.

2 – Dificuldade para renovação: Toda vez em que Robinho veio para o Santos, a renovação ou negociação para extensão de vínculo foi complicada, e acabava no jogador saindo do clube. A primeira vez, o atleta se negou a jogar pelo Alvinegro Praiano enquanto não fosse negociado com o Real Madrid, fato que irritou a torcida na época. Em 2010, voltou por empréstimo durante 6 meses, foi campeão e convocado para a Copa do Mundo. Porém, preferiu ir para o Milan. Em 2015, após fim de contrato, mesmo sendo campeão, foi para o Futebol Chinês.

3 – Quanto tempo dura? Robinho está com 32 anos. Cada ano que passa, a carreira do jogador vai chegando ao fim. Quanto tempo irá durar o bom futebol dele no Santos? Eis a questão.

E você, acha que vale a pena repatriar o ex-camisa 7 para a Vila Belmiro?

Crédito da foto: Ricardo Saibun/Santos FC



Jornalista formado, amante do futebol, santista e roadie nas horas vagas. Santos FC e Rock n Roll sempre!