Ponte Preta é derrotada pelo Orlando City, em amistoso, nos Estados Unidos

A Ponte Preta realizou na noite deste sábado um amistoso contra o Orlando City, no Citrus Bowl, em Orlando, nos Estados Unidos. A Macaca contou com os recém-contratados, Gilson e Borges, ambos ex-Cruzeiros, e saiu na frente e teve tudo para vencer a equipe americana, mas acabou sendo derrotada por 3 a 2 para o Orlando.

LEIA MAIS:
Gabriel garante triunfo do Flamengo contra o Icasa por 1 a 0

O amistoso foi programado pela direção da equipe americana, que aproveitou uma folga no calendário da MLS, para fazer o jogo contra a equipe de Campinas. O técnico do Orlando City queria aproveitar a data para jogar contra um time de Série A e a Ponte Preta, foi a escolhida.

A partida começou com a Macaca, que fez seu trigésimo primeiro jogo internacional na história, muito mais solta em campo mesmo atuando em gramado sintético. Com isso, não foi surpresa o gol da Ponte logo aos dez minutos. Higuita fez uma falta em Biro Biro e na cobrança Renato Cajá cobrou e Rildo desviou e o zagueiro Tiago Alves marcou.

Já o mistão do Orlando estava bastante envolvido em campo e para piorar o meia Kaká, sentiu a coxa direita, saiu aos vinte e quatro minutos para a entrada de Breek Oshea. Pouco depois, a Ponte teve tudo para ampliar o placar, quando Rildo sofreu uma falta na área e o próprio cobrou muito mal, que facilitou a defesa do goleiro Earl Edwards.

Nos minutos finais a equipe americana conseguiu equilibrar as ações e chegou ao empate no único lance de perigo que rondou o gol da Ponte Preta. Ávila cobrou escanteio, para Róchez, num erro de marcação, empatar a partida.

Durante a etapa complementar, a Ponte teve um novo erro de marcação em campo e em cobrança de escanteio levou a virada, Boden cobrou, Marcelo Lomba não saiu na bola e Ledger marcou 2 a 1 aos oito minutos.

Felizmente para a Macaca, o lateral Gilson realizou uma grande jogada e sofreu falta próximo à área do Orlando City. Quando Renato Cajá cobrou e fez o gol mais bonito da partida. Porém, aos 45 minutos, Larin recebeu pela direita e ganhou de Pablo na corrida e foi derrubado que o mesmo cobrou para definir a partida em 3 a 2 para o time americano.

FICHA TÉCNICA:
Orlando City 3 a 2 Ponte Preta

Local: Citrus Bowl, em Orlando (Flórida – EUA).
Data/Hora: 2 de maio, às 19h30
Juiz: Robert Sibiga.

Cartões amarelos: Earl Edwards, Higuita, Okugo (ORL); Pablo (PON).
Gols: Tiago Alves, aos 11’, e Bryan Róche, aos 45’ do 1º tempo; Sean St. Ledger, aos 9’, Renato Cajá, aos 13’ e Larin, aos 45’ do 2oT.
Público: 20.501

ORLANDO CITY: Earl Edwards Jr; Rafael Ramos (Tyler Tuner- 39’/2oT), Seb Hines (Sean St. Ledger – intervalo), Conor Donovan e Luke Boden; Amobi Okugo (Danyy Mwanga- 18’/2oT), Cristian Higuita, Harrison Heath, Kevin Molino (Eric Ávila – 18’/1oT), Kaká (Brek Shea – 24’/1oT) e Bryan Róchez (Cyle Larin- 27’/2oT). Técnico: Adrian Heath

PONTE PRETA: Marcelo Lomba; Rodinei, Tiago Alves (Renato Chaves – 42’/2oT), Pablo e Gilson (Juninho- 27’/2oT); Fernando Bob, Josimar, Paulinho (Borges – intervalo) e Renato Cajá (Jeferson – 38’/2oT); Biro Biro (Roni – 17’/2oT) e Rildo (Adrianinho – 34’/2oT). Técnico: Guto Ferreira.

Foto: Divulgação/Orlando City



Radialista, Jornalista com passagens como correspondente pelo site italiano CalcioNews24.com e pelo Arena Rubro-Negra. Atualmente setorista do Fluminense e Futebol Sul-Americano no Torcedores.com