CQC confronta torcedor que incitou violência em comentário de matéria do Torcedores.com

Reprodução: CQC/Band

A internet está infestada de torcedores de futebol que destilam o seu ódio aos rivais. Na última segunda-feira, o CQC, da Band, levou ao ar um especial sobre haters e usou um post do Torcedores.com repercutindo a morte do torcedor palmeirense Cláudio Fernando Mendes Cardoso de Morais, de 25 anos, espancado pela torcida do Santos logo após a primeira decisão do Campeonato Paulista. Um seguidor alviverde comentou o texto do último dia 28 de abril e incitou a violência contra o rival como forma de retaliação.

LEIA MAIS:
Briga após Palmeiras x Santos termina em morte

A produção do programa da Band foi atrás do infeliz que mora no litoral paulista. O repórter Lucas Salles encontrou o torcedor em seu local de trabalho e simulou uma pesquisa sobre violência entre torcidas de futebol. Em determinado momento, o aficionado pelo Verdão foi questionado sobre o comentário que incitou o ódio no site. Ele negou que tivesse publicado a frase, porém, depois confessou ser o autor e justificou o ato infeliz.

“Escrevi por questão de zoeira. Foi um momento de raiva porque um palmeirense morreu. Foi um ato de injustiça e covardia. Não incitei o ódio. Os dois (responsável pela morte e autor do comentário) estão errados. Todo mundo precisa ter a consciência que por trás de uma camisa tem uma família, um filho…Temos que pensar no valor humano”, disse.

No final da matéria, o palmeirense demonstrou arrependimento pela atitude e pediu a volta da paz ao futebol.

O torcedor morto, conhecido como “Dudu da Mancha”, voltava com a namorada e um amigo do Allianz Parque, após a vitória do Palmeiras por 1 a 0 quando foram surpreendidos na estação Calmon Viana, da CPTM, em Poá, na Grande São Paulo.

Assista ao vídeo do Especial CQC

Reprodução: CQC/Band



Rafael Alaby é jornalista diplomado pela FIAM (Faculdades Integradas Alcântara Machado), com passagens pela Chefia de Reportagem de Esportes, da TV Bandeirantes, em São Paulo e site KiGOL. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte (FMU)