Weidman quebra a mão e luta contra Belfort é adiada no UFC

O campeão dos pesos médios (84 kg) do UFC, Chris Weidman, não defenderá o cinturão da categoria contra o brasileiro Vitor Belfort no evento principal do UFC 181, agendado para 6 de dezembro, em Las Vegas, nos EUA. O norte-americano sofreu uma fratura na mão durantes os treinos pré-luta. Assim, o combate será adiado e deve acontecer em fevereiro de 2015. A nova luta principal do UFC 181 será a revanche entre Robbie Lawler e o campeão dos meio-médios (77 kg) Johny Hendricks.

Foi a segunda vez que o duelo entre Weidman e Belfort deixa de acontecer. Inicialmente previsto para o UFC 173, dia 24 de maio, também em Las Vegas, a luta não ocorreu porque o regulamento da Comissão Atlética de Nevada (que regulamenta a questão do doping no UFC) excluiu o Tratamento de Reposição de Testosterona do “cardápio”. Belfort, que fazia uso da substância, não teria condições de se adaptar a tempo do combate.

Assim, ficou definido que Lyoto Machida seria o rival de Weidman. A luta entre o brasileiro e o campeão aconteceu no UFC 175, dia 5 de julho. O norte-americano manteve o cinturão na decisão unânime.

Aos 30 anos, Weidman está invicto na carreira. São 12 vitórias em 12 lutas, sendo duas delas sobre Anderson Silva, de quem conquistou o título dos médios do UFC (em julho de 2013).  Já Belfort tem 37 anos, 24 vitórias e 10 derrotas no cartel, além de dois cinturões do UFC (do torneio dos pesados do UFC 12 e dos meio-pesados, conquistado em 2004).

Foto: Reprodução/Instagram



Jornalista, editor do Torcedores.com. Passagens pelos jornais Metro, O Estado de S. Paulo, Jornal da Tarde, Marca Brasil, Agora São Paulo, Diário de S. Paulo e Diário do Grande ABC.