Sem os erros de arbitragem, a classificação do Brasileirão seria diferente; veja

O Brasileirão está marcado pelos graves erros de arbitragem que vem ocorrendo a cada rodada. Dos 20 clubes que disputam a Série A, todos tem ao menos uma reclamação comprovada em relação a marcação dos árbitros e, certamente, esta indignação também está presente nos times das Séries B, C e D.

Ciente disso, a Confederação Brasileira de Futebol não tem tomado medidas capazes de sanar o problema que, a cada domingo e quarta-feira, tem feito mais vítimas na competição. Desta forma, é só aguardarmos a próxima rodada para identificar uma ou mais equipes prejudicadas pelo apito.

Sabendo disso, o Correio Brasiliense analisou as 230 partidas da Primeira Divisão disputadas na 23 rodadas do torneio e constatou a ocorrência de 53 erros graves da arbitragem. Estes, por sua vez, foram determinantes para 23 jogos, ou seja, 10% dos duelos até aqui tiveram a interferência direta dos árbitros.

Entre as equipes da Série A, o Flamengo foi o mais beneficiado, já que entre perdas e ganhos conseguiu somar um ponto. O Fluminense, por outro lado, foi o time mais beneficiado vendo lhe ser subtraído quatro pontos que, inclusive, são determinantes para a equipe estar atualmente fora do G-4.

Sem erros de arbitragem, a tabela de classificação do Brasileirão seria muito diferente, pois o Palmeiras, por exemplo, sequer estaria no Z-4. Veja como seria:

Como está Posição Pontuação Como deveria ser Posição Pontuação
Cruzeiro 1 49 Cruzeiro 1 51
São Paulo 2 42 São Paulo 2 45
Internacional 3 41 Internacional 3 43
Corinthians 4 40 Fluminense 4 40
Grêmio 5 39 Corinthians 5 40
Atlético-Mg 6 37 Grêmio 6 39
Fluminense 7 36 Sport 7 38
Sport 8 35 Atlético-MG 8 34
Santos 9 33 Santos 9 33
Goiás 10 30 Goiás 10 31
Flamengo 11 30 Atlético-PR 11 27
Atlético-PR 12 28 Flamengo 12 26
Figueirense 13 26 Figueirense 13 24
Vitória 14 24 Chapecoense 14 24
Chapecoense 15 24 Palmeiras 15 24
Botafogo 16 23 Botafogo 16 23
Coritiba 17 23 Criciúma 17 23
Bahia 18 23 Vitória 18 22
Criciúma 19 23 Coritiba 19 22
Palmeiras 20 22 Bahia 20 21

 

Critérios: Quando foi marcado um gol irregular ou após um pênalti inexistente, este gol foi retirado do placar final. Quando um gol legal foi marcado, computou-se gol para a equipe no placar final. Foram considerados apenas erros em pênaltis e impedimentos que influenciaram diretamente no resultado.

Obs.: Numa tabela corrigida, sem erros capitais de arbitragem, só sete times permaneceriam na mesma posição: Cruzeiro, São Paulo, Internacional, Santos, Goiás, Figueirense e Botafogo.