Rogério Ceni se torna o 11° maior artilheiro da história do São Paulo

Rogério Ceni
Getty Images

Apesar da falha no primeiro gol do Flamengo e o pênalti não convertido, o goleiro e capitão Rogério Ceni fez história na partida de quarta-feira (24) a noite.

LEIA MAIS
Rogério Ceni: 24 anos de São Paulo, defesas, gols e títulos

Abrindo o placar diante dos cariocas, também em cobrança de penalidade máxima, o atleta entra na lista dos 11 maiores artilheiros da história do São Paulo, ao lado do meia Prado, com 121 tentos.

O gol marcado contra o time da Gávea também expõe uma marca interessante: A de ter marcado exatamente a metade dos gols do primeiro colocado da lista, o atacante Serginho Chulapa, que possui 242 gols em 401 jogos.

Em entrevista ao site oficial do clube, Rogério lamentou a chance desperdiçada de marcar o segundo dele e da equipe, quando a partida ainda estava empatada em 1 a 1.

“Estava me sentindo bem. Infelizmente, errei a penalidade. Não foi uma noite fora de série, mas tudo estava correndo bem para o time. Na verdade, seria uma vitória com muita dedicação de todos, porque os jogadores se empenharam até o fim.”



Jornalista formado em 2012 pela FIAM e que tem paixão por esportes, destacando-se Futebol, MMA, Basquete e Automobilismo. Foi editor e repórter do Universo dos Sports.