Polícia indicia Patrícia Moreira e mais três torcedores por racismo

A Polícia Civil anunciou nesta terça-feira, em coletiva de imprensa em Porto Alegre, que indiciou Patrícia Moreira e outros três torcedores por racismo com o goleiro Aranha na partida entre Grêmio e Santos, pela Copa do Brasil.

LEIA MAIS
Aranha se irrita com pergunta do repórter sobre vaias dos gremistas
Torcedores do Grêmio xingam Aranha no reencontro
Patrícia Moreira diz que não é racista: “já fiquei com um cara negro”

Além de Patrícia, foram indiciados os torcedores Éder Braga, Rodrigo Rychter e Fernando Ascal. Patrícia Moreira ganhou notoriedade por ter sido flagrada pelas câmeras da ESPN Brasil proferindo palavras de cunho racista contra o goleiro Aranha.

Os três integrantes indiciados pela Polícia Civil pertencem a torcida geral do Grêmio. Os quatro que foram citados pela Polícia vão responder por injúria qualificada, denúncia que pode render uma pena de um a três anos de prisão.

Crédito da foto: Reprodução

Relembre casos de atletas que já sofreram com racismo:



Jornalista de esportes desde 2005, com passagem pelo UOL e Terra. Editor de comunidades do Torcedores.com e blogueiro do renanprates.com