Diretoria do São Paulo volta atrás em cobrar ingresso de crianças

São Paulo
Getty Images

Depois de criar um mal-estar interno ao modificar a legislação de gratuidade nos ingressos para crianças de 0 a 7 anos, a diretoria do São Paulo amenizou os efeitos iniciais da medida. Para a partida de amanhã (27), diante do Fluminense, apenas os ocupantes dos setores Visa Infinit e Arquibancada Vermelha (ingressos adquiridos pela internet) terão a cobrança para essa faixa etária.

LEIA MAIS
Quadrados mágicos explicam briga pela Libertadores; confira análise

A polêmica começou no início dessa semana, quando a alteração na política do clube foi alterada para o jogo contra o Flamengo. Enquanto em todos os setores era obrigatório o pagamento de meia entrada também para menores de sete anos, os proprietários de cadeiras cativas eram obrigados a pagar ingresso de valor cheio até mesmo para crianças, o que gerou divergência entre diretores e conselheiros do clube.

Enquanto o corpo diretivo via o aspecto financeiro como ponto a ser considerado, os conselheiros consideravam um “tiro no pé”, criando um possível afastamento do público pela nova tarifa.

Foto: Getty Images



Jornalista formado em 2012 pela FIAM e que tem paixão por esportes, destacando-se Futebol, MMA, Basquete e Automobilismo. Foi editor e repórter do Universo dos Sports.