No City, Lampard marca contra Chelsea e sai aplaudido; veja o gol

No reencontro com o Chelsea, Frank Lampard saiu do banco de reservas para salvar o Manchester City no Campeonato Inglês. A partida terminou 1 a 1 e o ídolo dos Blues saiu aplaudido por ambas torcidas.

LEIA MAIS
Paderborn faz o gol de maior distância da história da Bundesliga

Em partida valida pela quinta rodada da Premier League, Manchester City e Chelsea entraram em campo brigando pela parte de cima da tabela. Em um jogo muito equilibrado, as equipes lutavam a todo momento pelo gol, mas aos 21 minutos do segundo tempo, o argentino Zabaleta contribuiu para a abertura do placar dos Blues.

Depois de uma discussão com o hispano-brasileiro Diego Costa, o lateral levou o segundo amarelo no jogo e foi expulso, o jogador do Chelsea também levou a advertência. Quatro minutos depois, pelo lado direito, o alemão Schurrle apareceu por trás da zaga e abriu o marcador.

Pouco tempo depois o técnico do City, Manuel Pellegrini, decidiu colocar o ídolo do Chelsea, Frank Lampard em campo no lugar de Kolarov. Bastou apenas seis minutos no gramado, para o camisa 18 igualar o placar no Etihad Stadium.

Depois de uma boa troca de passes, Milner recebeu dentro da grande área e tocou de primeira para Lampard, que também de bate-pronto empatou a partida. Por respeito ao Chelsea, o craque não comemorou o tento. Logo depois, o meia ainda teve a chance de virar a partida, mas chutou em cima do adversário.

No fim do jogo, Lampard foi saudar a torcida do City e também a do Chelsea. E mesmo indo jogar no rival, os adeptos dos Blues mantiveram o respeito, aplaudiram o meia e ainda levaram um cartaz em sua homenagem.

Lampard jogou pelo Chelsea durante 13 anos (2001-2014), atuou em 648 jogos, marcou 211 gols, se tornado o maior artilheiro da história, deu 150 assistências e ganhou 13 títulos, dentre eles a inédita Liga dos Campeões na temporada 2011-12.

Assista o gol de Lampard: 

Foto: Getty Images

 



Jornalista. Como todo torcedor também gosto de dar meus pitacos. Fã da seleção italiana, do Milan e do Arsenal.