A seleção da segunda rodada da Copa

Getty Images

Há exatos 10 dias teve início a Copa do Mundo de 2014 e, de lá para cá, já foram disputadas 32 partidas que assinalaram, dentre outras coisas, a eliminação precoce da atual campeão Espanha e a surpreendente classificação antecipada da Costa Rica no Grupo da Morte. Tudo isso aconteceu em apenas 2 rodadas.

Sendo assim, nada mais justo do que tentar colocar essa emoções em ordem e a escolha da seleção da rodada da Copa é um bom caminho para isso.

Veja a lista abaixo:

Goleiro: Ochoa (México): O goleiro do México fez a partida da sua vida contra o Brasil, evitando que Neymar e cia marcassem. Com defesas espetaculares e boa colocação, Ochoa foi o melhor goleiro da segunda rodada;

Laterais: Johnson (EUA) e Diaz (Costa Rica): O lateral estado-unidense fez grandes jogadas pelo lado direito do ataque norte-americano na partida contra Portugal e, mesmo sem marcar gol ou dar assistência, jogou demais. Diaz, por sua vez, fez uma partida muito segura diante da Itália e foi preciso ao dar linda assistência para B. Ruiz marcar o gol da vitória de Costa Rica.

Zagueiros: Yobo (Nigéria) e Kompany (Bélgica): Yobo foi escalado para a partida contra a Bósnia-Hersegovina para neutralizar Dzeko nas jogadas áereas e deu conta do recado na maioria das jogadas, assim como Kompany que, diante de uma ousada Rússia, deu segurança a defesa belga nos momentos em que o time de Capello pressionou.

Meias: Matuidi (França), Perisic (Croácia) e Aranguiz (Chile): Todos os três marcaram gols importantes nas vitórias de sua seleções, mas também conseguiram atacar e defender com muita eficiência, razão pela qual estão nesta lista.

Atacantes: Benzema (França), Luis Suárez (Uruguai) e Mandzukic (Croácia): Benzema, estatisticamente, é o melhor jogador desta Copa com 3 gols marcados e 3 assistências e mais uma vez foi essencial para a vitória da França. Luisito voltou de lesão e, mesmo sem estar 100%, foi o herói da vitória heroica do Uruguai sobre a Inglaterra. Mandzukic também fez sua estreia na Copa nesta segunda rodada e, com dois gols, mostrou porque é o principal jogador da seleção croata.

Técnico: Jorge Luis Pinto (Costa Rica): Mais uma vez o comandante costarriquenho postou muito bem sua equipe dentro de campo e venceu um campeão do mundo. O feito por si só já seria histórico, mas isso se soma a uma classificação antecidapa naquele que antes da Copa era considerado o grupo mais díficil.